12/02/2019 às 16h24min - Atualizada em 12/02/2019 às 16h24min

POLICIA CIVIL DE CAJATI ESCLARECE HOMICÍDIO OCORRIDO NA CIDADE EM 30/01/2019

Polícia Civil

A equipe de policiais civis da Delegacia de Polícia de Cajati esclareceu o homicídio de Ualisson Pereira Santos, também conhecido por “Ceará”, de 27 anos, fato ocorrido no dia 30/01/2019, por volta das 16h30, ocasião em que a vítima foi brutalmente esfaqueada provocando ferimentos em várias regiões do corpo, tendo sido socorrida, porém veio a óbito no Hospital Regional de Pariquera-Acu, fato ocorrido em local situado na Rua Roma, bairro Nhunguvira, cidade de Cajati.

Tomado conhecimento do delito, os policiais civis passaram a realizar diligências, no intuito de apurar a autoria, tendo sido apurado que o crime ocorreu em um matagal situado entre a rua Roma e a Avenida Aguaí, que dá acesso ao CDHU. Este local é utilizado por usuários de drogas para fazer uso de entorpecentes, sem chamar atenção da polícia.

Em continuidade das diligências, verificou-se ainda que a vítima era usuária de crack e, na data dos fatos, havia se envolvido em uma confusão, motivada por uma pedra de crack, com outros dois indivíduos, que seriam irmãos, o que motivou o crime. Com base nas provas colhidas, a Polícia Civil representou pela prisão temporária de ambos e mandado judicial de busca e apreensão em três endereços, que foi acolhida pela Justiça.

Nesta data (12/02/2019), os policiais civis de Cajati efetuaram o cumprimento dos mandados de busca e apreensão e as prisões temporárias de V. L. P. e F. L. P., bem como localizaram a provável faca utilizada no crime, que foi apreendida e encaminhada para perícia.

Ao ser interrogado V.L.P. confessou a prática do delito, alegando que a vítima teria tentado lhe roubar uma pedra de crack, e que para se defender desferir facadas contra a aquela, que culminaram em sua morte. Os autores do crime permanecerão presos à disposição da Justiça.

Cabe ressaltar que a Polícia Civil tem intensificado as investigações e o combate ao tráfico de drogas, posto que o referido delito, além das graves consequências que acarreta para sociedade, acaba fomentando a ocorrência de outros crimes, notadamente contra o patrimônio e contra à pessoa.

Para tanto, qualquer pessoa da população pode contribuir com a Polícia Civil, fornecendo informações através do telefone 181, sendo garantido o anonimato.


Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp