13/02/2019 às 14h41min - Atualizada em 13/02/2019 às 14h41min

PRF prende ladrões de carga de 20 toneladas avaliada em R$ 172 mil

Após o registro da prisão em flagrante por Receptação, Adulteração de Sinal Identificador de Veículo e da apreensão da carga e veículos, a dupla foi preso

PRF

No dia 12 de fevereiro de 2019, PRFs conseguiram prender dois membros de uma quadrilha de roubo de cargas. A carga, 20 Toneladas de Polipropileno, avaliada em R$ 172 mil, e o caminhão roubados foram recuperados. A prisão ocorreu em Registro.

Por volta das 01:00 do dia 11, PRFs tomaram conhecimento que no Estado do Paraná, próximo à Divisa com o Estado de São Paulo, um caminhão carregado com Polipropileno, usado na indústria para produção de produtos plásticos, foi roubado. Após várias buscas, o caminhão-trator Volvo branco de Ilhota/SC, foi encontrado abandonado em Cajati/SP, sendo registrada a sua recuperação. Porém, motorista e semirreboque com a carga não foram localizados.

Após várias buscas na região, por volta das 04:30 do dia 12, PRFs em serviço na Unidade Operacional de Registro, km 439 da Rodovia Régis Bittencourt, receberam denúncia de usuário a respeito de um caminhão Ford Cargo branco com placas de Fazenda Rio Grande/PR, tracionando um semirreboque com placas de Navegantes/SC, sendo abordado logo em seguida. Conduzindo o veículo havia um motorista profissional de 39 anos, acompanhado por um ajudante de 21 anos. Segundo a denúncia, o semirreboque estaria com placas trocadas, mas ainda estaria carregado com a carga roubada de Polipropileno.

Os PRFs, ao vistoriarem o semirreboque, realmente confirmaram a denúncia de que ela estava com placa falsa, sendo a verdadeira de Ilhota/SC, com queixa de roubo no dia anterior. A carga ainda estava intacta. 

Questionada, a dupla disse que na verdade o semirreboque já foi desatrelado na cidade de Campo Magro/PR, longe da divisa com o Estado do Paraná. Além disso, os dois confirmaram que o motorista os auxiliou na simulação do roubo e na facilitação da fuga, em troca de ser remunerado pela quadrilha. 

Além de entregar a carreta, o motorista que se apresentou como vítima indicou exatamente onde estava um rastreador que estava escondido na carga, removendo-o e colocando, aleatoriamente, em outro caminhão que estava parado num posto de gasolina, dificultando a sua localização, já que a empresa de rastreamento e as equipes policiais foram direcionadas para a região metropolitana de São Paulo, atrás de um caminhão sem irregularidades, enquanto ficaram escondidos, possivelmente no Estado do Paraná, aguardando o melhor momento para irem até São Paulo, onde entregariam a carga. Pela ação, motorista e ajudante ganhariam R$ 1.400,00. Quanto ao motorista que entregou a carga e a localização do rastreador, possivelmente receberia bem mais pela facilitação. 

Após o registro da prisão em flagrante por Receptação, Adulteração de Sinal Identificador de Veículo e da apreensão da carga e veículos, a dupla foi recolhida ao sistema carcerário da região. O motorista facilitador do roubo responderá criminalmente em liberdade, pois não foi preso em flagrante. A carga será devolvida à seguradora. 

Ao todo foram recuperadas 20 Toneladas de Polipropileno avaliadas em R$ 172 mil.
 FONTE: PORTAL DA CIDADE DE REGISTRO
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp