23/04/2019 às 10h14min - Atualizada em 23/04/2019 às 13h38min

Empresas de cosméticos focam no desenvolvimento de produtos sustentáveis

Tecnologias de ativos biodegradáveis e embalagens de plástico reciclado são as apostas do mercado

DINO - https://www.fcecosmetique.com.br/pt


O Brasil figura entre os cinco principais mercados consumidores de cosméticos do mundo e acompanha as tendências e avanços internacionais. Na FCE Cosmetique, que acontece em maio, empresas mostram as novidades da indústria de beleza e higiene, pensando na sustentabilidade e na redução de impactos ao meio ambiente.

A Nanovetores, uma empresa brasileira conhecida pelo desenvolvimento de ativos nano e microencapsulados, traz uma linha facial composta por biopolímeros naturais: a Active IN Pearls. Trata-se de diferentes ativos encapsulados por meio da nanotecnologia envoltos no formato de pérolas - que são feitas de materiais naturais e livres de parabenos, petrolato, silicones, óleo mineral e sulfatos, solventes orgânicos, glúten e lactose.

Segundo Ricardo Henrique Ramos, CEO da Nanovetores, os produtos são um tratamento de beleza natural de alto desempenho. "As cápsulas são baseadas em materiais biocompatíveis e biodegradáveis, totalmente seguros para as pessoas e a natureza", explicou Ramos. "Além disso, com a nanotecnologia - que está presente em todos os nossos produtos - maximizamos o desempenho dos ingredientes ativos, o que garante proteção, maior permeabilidade e controle sobre a liberação do composto", acrescentou o CEO.

Plástico reciclável
A AB Plast, empresa brasileira que produz frascos, potes, tampas e batoques, é uma das pioneiras a utilizar PET PRC (um material reciclado) na fabricação de embalagens, pensando na redução do impacto ambiental. "Cada vez mais as empresas estão focadas em sustentabilidade, e, nós estamos alinhados a essa tendência e à demanda do mercado", afirmou Sidnei José Pereira, diretor comercial da companhia.

Além do PET PRC, a empresa também trabalha com produtos biodegradáveis e polietileno verde - o chamado "PE green". Pereira explicou o processo de cada um deles. "No primeiro, colocamos um aditivo para a fabricação do frasco que o torna biodegradável. No segundo, a diferença está na matéria-prima usada: o PE geralmente é feito a partir do petróleo, mas o PE green provém da cana-de-açúcar", disse o diretor comercial.

A AB Plast, que já participou da FCE Cosmetique anteriormente, fornece embalagens para Boticário, L’Oréal, Natura, Unilever, entre outras companhias.



Website: https://www.fcecosmetique.com.br/pt
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp