06/08/2016 às 21h30min - Atualizada em 06/08/2016 às 21h30min

Polícia Ambiental Rural fecha cerco contra extração ilegal de palmito, prende um homem em posse de arma de fogo.

406 toras e 2543 potes de palmito espécie “Jussara” em risco de extinção foram apreendidas; uma pessoa foi detida por posse ilegal de arma e liberada após pagar fiança.

A Polícia Militar Ambiental apreendeu grande quantidade de palmito industrializado no bairro Santa Maria, nesta sexta feira, 05 de agosto. No total, 2.543 vidros de palmito prontos, 406 unidades de palmitos in’natura e varias tampas. Rótulos falsos seriam usados para distribuírem os produtos para os consumidores.

Segundo os policiais ambientais, teve uma denuncia que havia uma fabrica de palmito “Jussara” clandestina em um bairro bem retirado de Cananéia “ Santa Maria”.

Três viaturas da policia ambiental rural da segunda companhia de Registro foram averiguar a denuncia, antes de chegar ao local indicado, deparou com um veiculo Fiat palio, com vários palmitos in’natura. Um individua quando avistou a viatura abandonou e saiu correndo, sem êxito na captura.

Segundo a polícia, continuou a ronda e deparou com uma casa que era alvo da denuncia, com mandato judicial em mãos fez uma revista e encontraram duas espingardas calibre 28. Paulo Henrique Cardoso 25 anos, foi detido e deverá responder em liberdade depois de pagar 2 salários mínimos por posse de arma de fogo.

Outra ação os policiais ambientais localizaram uma fabrica clandestino com todos os materiais que estavam no local, foram apreendidos 2543 potes de palmitos prontos para venda aos consumidores.

Todos os produtos foram levando para a delegacia de policia de Cananéia, junto com o veiculo, apresentado ao Delegado titular Dr. Marcos Augusto Ribeiro de Almeida para devidas providencias.


Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp