01/06/2020 às 22h30min - Atualizada em 01/06/2020 às 22h30min

Editorial- Balsa atravessa vazia por causa da pandemia do coronavírus, quem paga a conta na final...

- Redação Natan Arcanjo MTB 799553
Fonte:JNC
Credito de Imagem JNC

Natan Arcanjo MTB 799553-SP

 
A Dersa restringiu o número de pedestres, transportados na balsa em razão da atual pandemia do coronavírus. A medida está em conformidade com as ações anunciadas pelo Governo de SP para reduzir a disseminação do vírus.
No vale do Ribeira a rota de Cananeia até Ilha Comprida é atendida pela Ferryboat, com capacidade para 30 e outra para 18 veículos.
Com a nova determinação, só será permitido o embarque de moradores da Ilha Comprida que trabalhem no em outro município (Cananeia) ou vice e versa.
Veículos só em caso emergencial tais como: ambulâncias e ocorrências policiais. O objetivo é diminuir a propagação do corona vírus e atender as diretrizes do Governo de São Paulo, que criou um Centro de Contingência.
Com essa pandemia, o Dersa está usando uma balsa para transportar 6 pessoas com muitas viagens vazias, sendo que para esse serviço poderiam contratar um barco para as travessias. O que seria muito mais econômico para o estado e o município.
Quem passa pela Rua Beira Mar onde fica a cabine de pedágio poderá notar muitas vezes, funcionários que prestam serviços todos juntos aglomerados. Sendo 2 pessoas para dar informações, avisando ao público que a balsa só atravessará pedestres; mas no escritório na Rua Bandeirantes, funcionários trabalham normalmente no escritório, ao contrário dos da cabine. A lancha que faz viaje para Ariri e Maruja, está transportando de 3 a 4 pessoas, nesse caso poderiam também contratar um barqueiro para fazer a viajem, que é de aproximadamente quatro horas.
O que podemos ver é que o dinheiro do imposto dos contribuintes está sendo desperdiçado e mal usado pudemos o Governo do Estado! Falta logística e seriedade da empresa que presta serviço para a Dersa. Com falta de turistas na cidade de Cananeia, (que não abre por conta da pandemia e das decisões ambíguas por parte do Governo de São Paulo que nada faz em prol dos pequenos municípios) os barqueiros ficaram sem renda, como boa parte da população, caso fossem contrata-los, iam ter uma renda para se sustentarem. Sem falar dos funcionários que ficariam em casa, sem fazerem nada, e não teríamos aglomerações prevenindo-se do ccovid19.
Caros leitores, quem está pagando são vocês, (todos nós), com o descaso do governo de São Paulo e também as movimentações dos nossos políticos locais que só pensam em sua reeleição. Como sabemos que o Dersa é uma cabine de políticos para colocar seus correligionários e família de políticos, e que ficam aglomerados o dia todo sem fazerem nada nessa pandemia do coronavírus.
A DERSA também reforçou a limpeza e a higienização das lanchas, que estão sendo feitas a cada viajem. Também foi disponibilizado material visual contendo informações sobre as medidas de prevenção. A principal recomendação é higienizar as mãos. São cuidados simples, mas importantes e que devem ser frequentes para prevenir doenças contagiosas. Lave as mãos frequentemente com água e sabão e use antisséptico de mãos à base de álcool gel 70%.
 

 
Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp