25/08/2020 às 20h07min - Atualizada em 25/08/2020 às 20h07min

Hospital Regional de Registro realiza treinamento com equipes para atuar em novos leitos de UTI Covid

- Por Mônica Bockor
Fonte: ISG Saúde
Enquanto os dez novos leitos de UTI abertos no sexto andar no início deste mês não recebem pacientes Covid, o Hospital Regional de Registro (HRR) realiza treinamentos para qualificar as equipes para o atendimento. Para abrir esses leitos no andar que ainda estava desativado, o HRR contratou 29 colaboradores, entre enfermeiros e técnicos de enfermagem. Eles foram direcionados para as enfermarias e os mais experientes foram realocados para atuar na UTI Covid. 
Com a demanda de pacientes equilibrada, as equipes aproveitam para aperfeiçoar os conhecimentos com enfermeiros e farmacêuticos que já atuam na UTI Covid do quinto andar. Os treinamentos abordam cuidados com higiene e conforto dos pacientes, manejo de bomba de infusão, cuidados com a sonda nasogástrica ou nasoenteral (SNE) e a sonda vesical de demora (SVD), curativos de cateter venoso central e manejo de pacientes em posição prona, que melhora a respiração por meio da expansão da região dorsal dos pulmões. Farmacêutivos também falam sobre  administração de drogas vasoativas e medicamentos de alta vigilância (psicotrópicos) e preparação e diluição de medicamentos. 
“O objetivo é esclarecer eventuais dúvidas e reforçar informações importantes para garantir um atendimento qualificado e de acordo com os protocolos de tratamento para os casos de Covid-19”, explica a Enfermeira da Educação Continuada do HRR, Aletheya Ferrarini.
Com a abertura dos dez novos leitos de UTI no sexto andar, o HRR passou a contar com 20 leitos de UTI Adulto e 5 leitos de UTI Pediátrica preparados para atender pacientes com Covid-19 e síndromes respiratórias graves com suspeita de coronavírus. A implantação dos novos leitos foi realizada no dia 3 de agosto, após solicitação da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, devido ao aumento do número de casos de coronavírus na região. O HRR é referência para casos graves, que demandam cuidados intensivos.

Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp