05/11/2019

Colisão entre lancha e adutora submersa da Sabesp, causa prejuízo em empresário em Cananeia (SP)...

Blogs e Pessoas

Neste domingo 3/11, uma lancha de motor de 115 HP se chocou com uma adutora boiada no mar pequeno do Porto Cubatão.  
Segundo Thiago Antunes de Souza proprietário do Hotel Costa Azul, relatou  a reportagem do JNC, que por volta das 10:30h estava testando o motor de sua lancha comprada a menos de uma semana, passando cerca de 10 minutos do hotel, veio se chocar com uma adutora da Sabesp que traz agua do continente para a Ilha de Cananeia, que se encontrava na superfície.
Esse acidente causou prejuízo ao empresário arrancando o motor do valor de 53 mil reais, com o impacto quebrou a parte do painel e cabos. “O motor ficou submerso por cerca de 1h30, o motor não afundou por causa dos cabos, e não teve um acidente grave porque eu estava testando o motor, e só havia eu e um passageiro, se tivesse turistas ou crianças, o acidente poderia ser muito grave”. Relatou-o.
 Segundo apuração, outros barcos também se chocaram com essa adutora que está submergido no mar há mais de uma semana aproximadamente. A adutora é enorme e travessa o Porto Cubatão para Cananeia. Nos relatos das pessoas, até mesmo do Thiago Souza, o que a Sabesp está fazendo é um crime, deixar uma mangueira daquela magnitude boiada sem sinalização.
O empresário registrou um boletim de ocorrência na delegacia de polícia, e comunicou a Marinha do Brasil para instaurar um inquérito para averiguar o acidente.
Segundo ele, a Sabesp se disponibilizou a arcar com o prejuízo. “Eles falaram que vão fazer novas caixas de concreto, mas que ainda tinham que aguardar e largaram o cano lá com o risco violento. Eu já encontrei quatro pessoas que também bateram no cano neste fim de semana”, aponta.
O Jornal Notícia de Cananeia em contato com o encarregado da Sabesp Victor Kerschbaum relatou que, á adutora se soltou do fundo do mar há mais de uma semana, e que a população do continente estava ciente que adutora estava submerso. Más tinha um trecho que os barqueiros atravessavam.
Ainda segundo a Sabesp, a movimentação da maré é a provável causa da soltura da adutora, que nesta terça feira, uma empresa está chegando  para fazer manutenção e colocar a adutora no fundo do canal.

Link
Assista também »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp